FANDOM


O Ataque ao Santuário ! O Verdadeiro Poder de Leviny.
Saint Seiya Renascimento logo.png
Estréia {{{Estréia}}}
Série Os Cavaleiros do Zodíaco Renascimento
Originalmente 神社アタック!真のパワー·レヴァイン
Temporada {{{temp}}}
Número do Episódio 11°
Episódio Anterior Surge o Novo Fênix ! Sombras da Morte
Episódio Seguinte O Antigo Cavaleiro de Pégaso ! A Lendária Armadura Divina de Pégaso
Escrito por João Victor Lemes Quintanilha
Dirigido por Caio Absoluto

O Ataque ao Santuário ! O Verdadeiro Poder de Leviny é um episódio da série Os Cavaleiros do Zodíaco Renascimento.


Enquanto os cinco cavaleiros de bronze lutavam lado a lado no inferno o Santuário permanecia em uma crise eminente. Os cavaleiros, tanto de bronze, prata ou ouro andavam desnorteados pelo Santuário. E enquanto isso a Mestra Alice via tudo de seus aposentos onde levava diretamente ao Santuário de Atena. Um cavaleiro de prata, Linus de Flecha. Ele se curva diante a mestra e a olha diretamente.


Linus: Mestra Alice, recentemente recebemos um envio urgente direcionado a senhora.

Alice: Não tenho tempo cavaleiro, tenho que criar um plano agora que Atena não esta mais no comando.

Linus: Mas mestra, tem haver com Atena.

Alice: O que? Vamos logo, me de então!

Linus: Como queira senhora...



Ele pega uma caixa preta com escritas em uma língua desconhecida. Alice a pega e olha diretamente para a mesma, ela sente um arrepio que a impulsiona a não olhar, porém logo em seguida se lembra de que tem haver com Atena. Ela destranca a caixa com uma chave que Linus a entregou e a abre. Uma alma penada sai da caixa e começa a envoltar no corpo de Alice. A mestra tenta se defender, só que não funcionava. A alma penada entra dentro do corpo da mestra e ao mesmo momento os olhos dela ficam brancos, reluzentes, uma armadura negra encobre o corpo de Alice. Todo o Santuário se estremece e as tochas que acendiam os corredores mudam de cor para um fogo negro.



Linus: Eu completei a minha parte do plano, agora quero minha recompensa!

Kasashah: Nunca insulte uma alma penada cavaleiro, ainda mais Kasashah, não sabe o que posso fazer com você. Tome seus mil drakmas, mas ainda fique no Santuário, Hades tem planos para você, garoto.

Linus: Esta bem.



Kasashah, assim denominado a alma penada vai em direção ao trono de Atena. Ela se senta no trono da deusa com toda a arrogância e ao lado o cavaleiro Linus.



Kasashah: Agora que controlo o corpo da mestra do Santuário eu tenho completo controle sobre o templo, já é a hora de abrir a barreira de proteção.



A alma penada concentra seus poderes e abre a proteção que envoltava o Santuário. Espectros, Cavaleiros traidores, Fantasmas, todos iam em direção ao Santuário para dominá-lo. Hades estava concretizando a segunda parte de seu plano. Os cavaleiros de Atena se assustam, as ruas da cidade de Atena eram atacadas com o fogo da batalha. E mesmo sem estímulos da alma que possuíra Alice guerreiros espartanos de pedra crescem do chão com espadas, lanças e escudos. Eles partem ao confronto. Os espectros quebravam os soldados aos montes e ao mesmo tempo soldados fincavam espadas e lanças nos corpos dos guerreiros de Hades.

A alma penada sente que os onze Cavaleiros de Ouro se aproximavam e se levanta. De repente as portas do Santuário se abrem com uma explosão de cosmos de um ataque, fora o Cavaleiro Daniel de Sagitário. Os onze cavaleiros ficam frente a frente com ela.



Daniel: O que? Alice... você esta fazendo isso com o Santuário?

Kasashah: Quem disse que eu sou Alice?

Vinicius: Não se iluda Daniel. Olhe os olhos dela, são todos brancos; uma alma penada tomou controle sobre ela.

Daniel: Ora seu... o que fez com Alice? Vamos, diga logo!

Kasashah: Digamos que ela esteja presa em seu subconsciente por agora.

Led: Ah, eu vou destruir essa alma penada.

Daniel: Não, eu tive uma idéia melhor. O que acha de termos uma batalha, você escolhe qualquer um de nos para lutar e se vencer te deixamos em paz, mas se perder você sairá daqui o quanto antes...

Kasashah: Eu aceito, Cavaleiro de Sagitário. Mas irei lutar contra todos vocês, não só um.

Bruce: Mas o que?

Trentvs: Ela está louca?

Taken: Ela deve ter algum plano em mente.

Kasashah: Qual o problema? Não querem lutar contra uma alma penada?

Daniel: Nos aceitamos, então vamos la.



Os Cavaleiros ficam frente ao corpo de Alice que estava tomado. Ela ergue suas mãos e um circulo de cosmos se dispersa de seu corpo, em forma de ondas mentais ele atinge todos os onze cavaleiros. Nem mesmo as armaduras de ouro continham o ataque, que causara um grande ataque nos guerreiros de Atena.



Daniel: Vamos la, levantem, não podemos desistir!



O Cavaleiro de Sagitário se levanta, olhando para os olhos da mestra do Santuário. Ele estava convicto de que conseguiria salva-la da alma penada.



Daniel: Grande Machado Esmagador!



Daniel concentra seu cosmo e forma um gigante machado feito de cosmo que direciona contra Kasashah. Era um ataque que parecia ser a salvação, mas Kasashah desvia do ataque com uma só mão partindo uma estatua da armadura de Atena que estava no Santuário ao meio.



Daniel: Mas como? Um dos meus ataques mais fortes!

Kasashah: Eu estou drenando o cosmos do Santuário cavaleiro de Sagitário, um cosmo gigante flui pelo meu corpo neste exato momento. O que acha que irei fazer com esse cosmo?

Daniel: Essa não.



Kasashah direciona sua mão esquerda contra Daniel e libera um fluxo de cosmo continuo que forma um fogo azul atingindo o Cavaleiro. Esse ataque queimava o corpo de Daniel por dentro e por forma, sua armadura de ouro começava a se desintregar quando ele vê algo acontecer. Seus amigos entram na frente o defendendo do ataque sofrendo o ataque por ele.



Daniel: Saiam daí, vocês vão morrer.

Stefano: Não vamos deixar um de nossos amigos ser massacrados e não fazer nada.

Trentvs: Vamos agüentar esse ataque por você Daniel!

Daniel: Se forem fazer isso então façam melhor, vamos unir nosso cosmo em um só ataque!



Daniel: Grande Machado Esmagador!

Trentvs: Ataque de 1000 Peixes!

Stefano: Artilharia da Justiça!

Shyrih: Excalibur!

Alessia: Balança da Bondade!

Led: Agulha Escarlate!

Gabriel: Ataque do Touro!

Vinicius: Ataque dos Chifres!

Taken: Trovão de Ouro!

Zé: Pinças do Caranguejo!

Bruce: Ataque de 10000 Peixes!



Kasashah: Um desafio, que ótimo!



O ataque dos onze cavaleiros são direcionados contra Alice, não estavam mais pensando em protegê-la, só queriam reaver o Santuário. A união dos ataque forma um cosmo concentrado inimaginável, capaz de dizimar uma cidade inteira ou mais. O espírito Kasashah olhava despreocupado, ele então ergue suas mãos e uma barreira de cosmo se ergue diante ele. A colisão entre o ataque e a barreira libera a todas as direções o cosmo, atingindo o Santuário e o destruindo.



Kasashah: Isso, queimem todo o cosmo de vocês, até não restar mais nada!



De repente o ataque de cosmo começa a se enfraquecer, aos poucos ele ia se reduzindo e perdendo energia, ate que some ao meio do ar.



Daniel: Mas como você agüentou esse ataque?

Kasashah: Meu cosmo esta em um nível tão poderoso que consigo fazer quase tudo o que quiser, eu consigo controlar o Santuário com a força de minha mente.

Gabriel: Não importa, iremos te destruir nem que perdemos nossas vidas.

Kasashah: Me cansei dessa luta, irei colocar um fim nisso.



O espírito ergue suas mãos e de repente cristais crescem do chão agarrando o corpo dos onze cavaleiros, os cristais de uma tonalidade azulada cobre toda a armadura dos cavaleiros de ouro os impossibilitando de usar qualquer ataque.



Daniel: Mas o que você fez conosco sua aberração?

Kasashah: O cristal de Antaten cria uma espécie de interferência no poder da armadura dos cavaleiros, uma coisa que eu descobri estudando os livros guardados na biblioteca do Santuário. Qualquer armadura que estiver em contato com esse cristal perde a capacidade de queimar seu cosmo ou usá-lo a sua vontade. Acredito que isso ira ajudar bastante meu senhor Hades contra os Cavaleiros.

Led: Você esta doida, nos não deixaremos que você saia com essas informações daqui.

Kasashah: Mesmo que consigam se libertar destes cristais acredito que não sairão das masmorras tão cedo assim.



A alma penada cria uma abertura no chão do santuário que levava direto para as masmorras do mesmo, os Cavaleiros estavam sendo levados para la quando ouvem um ataque familiar.



...: Rede de Andrômeda!



Correntes formam um tipo de rede que segura a abertura salvando os cavaleiros de irem para as masmorras. Quando eles se dão conta vêem quem era.



Daniel: Leviny!

Leviny: Irei honrar o nome da deusa Atena recuperando o Santuário!

Gabriel: Não faça isso Leviny, é a mesma coisa que se suicidar. Se nem nos, onze cavaleiros de ouro conseguimos dete-la.

Leviny: Eu não ligo, meu cosmo ira se queimar ate o ultimo segundo, nem que eu tenha que dar minha vida eu irei a destruir, se eu vencer você liberta Alice!

Kasashah: Um cavaleiro de bronze ousa me desafiar? Irei dar esse gosto a ele, quero sentir seu sangue arder e seu coração sofrer.

Leviny: Eu não tenho medo.

Kasashah: Pois devia.



Leviny: Correntes de Andrômeda!



As correntes de Leviny vão velozmente contra Kasashah, mas antes de atingir ela desvia do ataque. Kasashah lança flechas de cosmo que são direcionadas contra Leviny, elas o atingem se fincando em sua armadura a enfraquecendo.



Leviny: Minha armadura. Ah cara, agora você vai ver.CORRENTE DOURADA!



As correntes de Leviny são direcionadas contra o espírito, ele acreditava que seria um ataque comum de Corrente de Andrômeda, mas de repente ela recebe um brilho dourado cobrindo o seu raro metal. As pontas das correntes ganham garras afiadas que se direcionam contra a alma penada.



Kasashah: Não é uma corrente de Andrômeda comum!

Leviny: Isso mesmo, é uma forma evoluída dela, eu elevo meu cosmo ao máximo para esse ataque. Mas eu só posso usá-lo uma vez, então eu não posso errar.

Kasashah: Então eu sinto muito, mas você não vai acertar. Escudo dos Deuses!



Kasashah concentra seu cosmo em um escudo formado totalmente de cosmo, as correntes de ouro de Andrômeda iam em direção ao escudo. O impacto era eminente, todos acreditavam que as correntes de Leviny não agüentariam, porem elas se fincam no escudo o destruindo. Logo em seguida as correntes voltam a sua cor normal e retornam para Leviny, que estava com seu cosmo quase esgotado.



Kasashah: Você conseguiu perfurar meu escudo de cosmo cavaleiro de Andrômeda, mesmo eu usando todo o cosmo do Santuário. Você realmente é digno de lutar comigo, pena que não tem mais forças.

Leviny: Você ainda não viu nada. Correntes de Ouro!

Daniel: Não faça isso Leviny, o seu corpo ira se destruir se você continuar a queimar o seu cosmo nesse ataque!

Leviny: Eu não ligo, só quero vencer esta alma penada e libertar Alice dessa prisão.



Leviny libera novamente seu ataque contra Kasashah. A alma penada cria um escudo com suas mãos aguardando o impacto, desta vez as correntes de ouro se fincam no escudo, mas uma dor aterrorizante atingia Leviny. As correntes perdem sua energia e retornam ao corpo de Leviny.



Kasashah: O que foi garoto? Não consegue mais me atacar?

Leviny: Ainda tenho muito para te mostrar, Correntes de Ouro!...



Leviny continua a repetir o mesmo ataque, mas nada surtia efeito. Ele estava exausto e fraco, sua armadura começara a se despedaçar ao meio do cosmo queimado.



Gabriel: Pare com isso Leviny, você vai morrer se continuar. Seu corpo não esta preparado para queimar tanto cosmo.

Leviny: Eu só quero vencer, me deixem. Eleve-se cosmo ao nível máximo! Deixe que eu o queime por inteiro. Liberte o poder de Andrômeda!



Neste instante o corpo de Leviny começa a brilhar num tom roxo, seus olhos azuis queimavam sobre o fogo da batalha. Ele tinha ativado todo o seu cosmo e estava próximo a sua morte, mas ele não temia. Ele repete o ataque Correntes de Andrômeda. Elas estavam mais energizadas, ricas em cosmo, elas atingem o escudo que se quebra agarrando um dos braços de Kasashah. Esse era todo o cosmo que ele tinha, o cavaleiro não tinha mais forças para prosseguir enquanto Kasashah agarrava uma das correntes e concentrava um ataque nela.



Kasashah: Eletricidade Fantasmagórica!



Uma onda elétrica passa pelas correntes de metal ate atingir o corpo de Leviny, que já estava ferido. Ele sentia o ataque elétrico se dispersar sobre todo o seu corpo o deixando entre a vida e a morte. De repente o guerreiro cai no chão. Todos acham que ele estava morto.



Alessia: Leviny, não!!

Taken: Temos que fazer algo.

Gabriel: Não tem como, ele não esta mais entre nos.

Kasashah: HAHA, eu sabia que ele não conseguiria me vencer. Irei jogá-lo aos cães infernais.

Daniel: Não iremos deixar você fazer isso, ele merece ter um enterro digno assim como o de todos os cavaleiros do cemitério dos cavaleiros.

Kasashah: Oh sim, já ia me esquecendo de vocês também.





A alma penada ia se concentrando para enviá-los as masmorras quando todos vêem um brilho emergir da armadura de Andrômeda, um ressalto de roxo unido a um cosmo que se dispersava e que se religava ao vácuo e descrente lugar, sem a alma da deusa Atena. Leviny sobre um impacto de cosmo se reergue jogando Kasashah contra a parede. Seu corpo estava com um brilho incrível e seus olhos ardiam a constelação de Andrômeda.



Stefano: Ele não esta morto!

Alessia: Mas o que aconteceu com ele?

Daniel: Ele liberou seu poder oculto.



Leviny olhava atentamente com seus olhos ressaltados de roxo para a alma penada. Ele vai correndo em direção a ela quase na velocidade da luz e a soca em seu estomago com um soco fenomenal. Logo em seguida ele libera diversos golpes contra o corpo de Alice. De repente a Armadura negra que encobria o corpo da mestra começara a se despedaçar. Kasashah via que ele iria perder e lança uma esfera elétrica contra Leviny o jogando contra uma estatua no Santuário. A fumaça encobre o local onde o cavaleiro come, ele acha que tinha destruído o Cavaleiro de Andrômeda, mas um brilho dourado aparece vindo em direção de Kasashah. O espírito cria um escudo, mas o ataque ultrapassa essa proteção atingindo o centro da Armadura negra, que no caso era a alma penada, a única coisa que ligava o elo entre Alice e Kasashah. Ela se quebra e a alma penada some sendo enviada ao inferno. Alice cai desmaiada no chão com seus comuns olhos verdes voltados ao normal.



Leviny: Alice você esta bem!



Leviny vai correndo ate a mestra do Santuário. Os cristais que prendiam os cavaleiros são quebrados e eles se libertam.



Alice: Cavaleiro...de...Andrômeda, eu vi o que você fez. Um ato heróico.

Leviny: Me desculpe, eu não queria te ferir.

Alice: Não me feriu, aquela armadura me protegeu dos ataques. Mas fico feliz por você, conseguiu liberar seu poder oculto.

Leviny: Acho que aquilo foi só em um momento final, quando não tinha mais esperanças. Ainda não consigo expeli-lo. Mas sinto um grande cosmo dentro de mim...


No próximo episódio...Editar

O Ataque continua, Ghax retorna, usando usa Armadura de Bronze Lince, Leviny, usa seu cosmo novamente para lutar contra Ghax, Kouga o lendário Cavaleiro de Pégasus aparece, não perca o próximo episódio de Os Cavaleiros do Zodíaco Renascimento. O Antigo Cavaleiro de Pégasus ! A Lendária Armadura Divina de Pégasus.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória